PONTOS DE CULTURA

PROJETO PONTOS DE CULTURA HISTÓRICA DE FORTALEZA

 

A cidade de Fortaleza é vista, por grande parte de sua população, como um lugar sem memória. Haja vista a especulação imobiliária e a falta de cuidados dos órgãos competentes e dos próprios moradores do local. Essa forma de pensar/agir esconde o legítimo valor histórico de nossa cidade.

Tomando como ponto de partida o Centro , ao caminhar por suas ruas e praças, nos deparamos com prédios centenários , árvores raras, arquitetura com várias influências locais e internacionais e uma riqueza imensurável em diversos templos religiosos.

Há quem diga que Fortaleza não possui museus. Isso é uma grande inverdade. Temos dezenas de museus que muitas vezes se tornam invisíveis pra imensa maioria porque não foi estimulado em nosso povo o desejo de saber, conhecer e se aprofundar sobre  a história desta Fortaleza tão imensa e privilegiada, com vista para o Oceano Atlântico, o que também faz de nossa cidade o ponto de menor distância entre Brasil e Europa, um exemplo disso é o fato de sermos a primeira cidade do Brasil com cabo submarino de fibra ótica, inaugurado em 2021 que liga Fortaleza(Brasil) e Sines (Portugal). A capital do Ceará tornou-se o ponto mais conectado do mundo, segundo o governo brasileiro.

Por que temos tanta tecnologia, tanto turismo, tanta natureza, tanta gente que ri, que faz piada de tudo, tanta gente inteligente e essa mesma gente desconhece sua história?

É em busca dessa e de outras respostas que resolvi iniciar essa caminhada pelos bairros, ruas, praças e avenidas de Fortaleza para conhecer e fazer conhecer a nossa riqueza histórica.

Em nossas escolas, infelizmente, o estudo da História do Ceará foi excluído, faz um bom tempo. Essa exclusão contribui ainda mais para apagar nossas memórias.

E aqui estou eu: cidadã fortalezense, historiadora e apaixonada por cultura! Trago comigo o sonho e a missão de valorizar e trazer à luz o que muitas vezes parece esquecido, desvalorizado e escondido.  

Certa vez, no centro da cidade, buscava uma referência para chegar ao Sobrado Drº José Lourenço (primeiro edifício de três andares da cidade), e fiquei estarrecida com o desconhecimento de pessoas no seu entorno. Trabalhadores, ambulantes ... pessoas que circulam pelo local diariamente, sequer se deram conta do que se tratava esse local de tantas histórias e memórias. Isso me entristeceu e me deixou angustiada!

Nossa história é nosso maior tesouro. Todos nós temos o direito de usufruir dessa riqueza histórica e cultural. Por que valorizamos o que é do outro,  o que é de fora e desprezamos o que é nosso?  Quem tem interesse em apagar essas memórias do imaginário popular? 

Essas e outras tantas perguntas serão respondidas e outras mais surgirão ao longo dessa aventura histórica e cultural que inicia em Fortaleza mas que pretende ultrapassar nossas fronteiras e quem sabe, expandir esse projeto para outras cidades do estado e quiçá do país. 


VEJAMOS OS PASSOS QUE JÁ TRILHAMOS NESSA CAMINHADA HISTÓRICA E CULTURAL! 









Nenhum comentário:

Postar um comentário